15 August 2009

Sketch amealhado #3

CAMERON STEWART


Eis que chegamos ao primeiro autor estrangeiro desta rubrica. Famossíssimo pelas colaborações com Grant Morrison em Seaguy e Seaguy: Slaves of Mickey Eye entre outros títulos, Cameron Stewart é mais um dos muitos escravos desenhadores da indústria norte-americana tendo começado, como muitos, pelos títulos infantis da DC Comics, mais propriamente Scooby-Doo. Felizmente o talento foi salvo a tempo pelo conhecido feiticeiro de magia do caos.

Novamente no Festival Internacional da Amadora 2005, deixei este autor para a última hora. Ao entrar na fila reparei que o autor não estava presente apesar de estar previsto no programa. Tinha-se sentido mal e foi ao exterior apanhar ar. Aparentemente tinha desmaiado ou quase, não me recordo bem, mas voltou fresco como uma alface para mais uma literal fornada de desenhos. Não sei se se lembram mas na altura a organização foi bastante criticada pelo local escolhido que não tinha ventilação adequada (suspeito que não tinha nenhuma) e tiveram que usar botijas de oxigénio para compensar a falta de renovação do ar.

Como é hábito antes dos festivais, fiz uma pesquisa acerca do autor e encontrei uma série de desenhos de vários autores inspirados no filme Kill Bill. Entre eles estava o do Cameron e, como podem ver, pedi-lhe para ele desenhar a Noiva, Uma Thurman. Acontece que ele não se lembrava da cara dela e durante um bocado viu-se às aranhas para a desenhar até que me lembrei que tinha uma imagem do filme no meu telemóvel.

Nada feito! Na imagem, a Noiva tem a espada a esconder-lhe a boca mas ele lá improvisou caprichando nos excelentes salpicos de sangue. Tanto se dedicou a isso que, como podem ver com atenção, se esqueceu do punho e da ponta da espada despachando-os. Isto tudo enquanto que o Ed Brubaker se lembrou de discutir os filmes do Tarantino com o Cameron. Ora, como eu disse atrás, deixei o Cameron para o final... Imaginem eu preocupado com horários de comboio e metro, o desenhador a caprichar em salpicos de sangue enquanto discutia para o lado a obra cinematográfica do Tarantino. Espero que o Cameron me perdoe por ter saído a correr e quase sem agradecer :D
Ainda assim está um excelente trabalho que me orgulho de ter.


PS-Acabei por ter que esperar pelo comboio.

4 comments:

Bongop said...

Grande sketch!
Fiquei invejoso!
:D

Abraço

DC said...

Obrigado! É daqueles sketchs que volta e meia vou buscar para admirar. O homem caprichou e bem, compensou muito bem o stress da pressa:P

celtic-warrior said...

De todos o meu preferido. Não só o desenho como a clássica história do Cameron não se lembrar da Noiva :P

Vidazinha said...

Está giro mas gosto mais da Catwoman que ele me fez... :P O meu autógrafo foi mais recente, na segunda vinda dele ao FIBDA e foi feito fora do horário dos autógrafos, num momento da tarde em que não se passava nada e estivemos um bocado à conversa sobre séries de TV.

Ele também chorou baba e ranho no final dos 7 Palmos de Terra. Gostei de saber.